Soprando a Velinha: Marcio Santos, ex-zagueiro da Seleção Brasileira, São Paulo, Santos, Ajax-HOL entre outros.

Time do São Paulo em 1998 posado, da esquerda para direita.
Em pé: Edmilson, Rogério Ceni, Zé Carlos, Gallo, Márcio Santos e Capitão
Agachados: Aristizabal, Dodô, Denílson, Fabiano e Marcelinho Paraíba.

Nascido em 15/09/1969 Márcio Roberto dos Santos completa nessa terceira-feira 40 anos. Iniciou sua carreira no Novorizontino, de Novo Horizonte (SP). Atuou por vários clubes do Brasil e do mundo, sendo Tetra Campeão do Mundo em 1994 (http://retratonaparede.blogspot.com/2009/06/24-anos-espera-do-tetra.html) com a Seleção Brasileira, formou a defesa daquela seleção ao lado de Aldair.

Seleção Tetra Campeã do Mundo em 1994, da esquerda para direita.
Em pé: Taffarel, Jorginho, Aldair, Mauro Silva, Marcio Santos e Branco.
Agachados: Mazinho, Romário, Dunga, Bebeto e Zinho

A estrela de Márcio Santos brilhou nos Estados Unidos. Não jogou a primeira partida como titular, já que era reserva imediato de Ricardo Rocha. O camisa 3, porém, se machucou logo na estreia e abriu espaço para o paulistano. Resultado: a defesa foi a melhor do Mundial, com somente três gols sofridos. Márcio Santos ainda marcou um gol de cabeça, na vitória por 3 a 0 sobre Camarões, mas perdeu um pênalti na decisão contra a Itália.

Clubes que atuou.
1987 – 1990: Novorizontino (SP)
1990 – 1991: Internacional (RS)
1992: Botafogo
1992 – 1994: Bordeaux – FRA
1994 – 1995: Fiorentina – ITA
1995 – 1997: Ajax – HOL
1997: Atlético (MG)
1997 – 1999: São Paulo
2000: Santos
2001: Jinan - CHI
2001: Gama (DF)
2001: Shandong Luneng Taishan – CHI
2002: Paulista
2003: Bolívar – BOL
2003: Joinville (SC)
2004 – 2006: Portuguesa Santista

Em um de seus últimos jogos pelo Ajax, foi expulso aos 17 segundos de jogo por dar uma rasteira por trás em um jogador do PSV. Deixou o Ajax e voltou ao Brasil, para jogar no Atlético-MG.

Time do Santos em 2000 posado da esquerda para direita.
Em pé: Galván, Marcio Santos, Carlos Germano, Michel e Rincón.
Agachados: Valdo, Valdir Bigode, Dodô, Baiano, Robert e Dutra.

Time do São Paulo em 1999 posado da esquerda para direita.
Em pé: Edmilson, Rogério Ceni, Nen, Jorginho, Marcio Santos e Paulão.
Agachados: Sandro Hiroshi, França, Carlos Miguel, Marcelinho Paraíba e Fábio Aurélio.

Atualmente, afastado dos gramados, reside em Balneário Camboriú (SC), onde possui um shopping center. Eventualmente atua em partidas de Masters ou comemorativas. Em 19 de abril de 2008, sofreu um acidente vascular cerebral e foi internado em Balneário Camboriú. Sem seqüelas graves, deixou o hospital cinco dias depois.

Referências:

http://pt.wikipedia.org

http://www.fanaticosantista.com.br

http://www.futebolinterior.com.br

http://www.museudosesportes.com.br

http://www.zerozero.pt

2 comentários:

Saulo 14 de setembro de 2009 22:39  

Fala ae, cara! Legal o seu blog, heim.

Falar em São Paulo. Entrou na briga de novo pelo título do Brasileirão. A briga tá boa entre São Paulo, Inter e Palmeiras.

E a nossa Seleção Brasileira está jogando muito bem com muita confiança e tranquilidade e isso é importante para começar bem a Copa do Mundo.

saulobotafogo.blogspot.com

Filipe Frossard Papini 14 de setembro de 2009 23:25  

Link já relacionado no meu blog: http://brasilyonnais.blogspot.com

Parabéns pelo seu blog!

Postar um comentário