24 ANOS A ESPERA DO TETRA

EM PÉ: Taffarel, Jorginho, Aldair, Mauro Silva, Márcio Santos e Branco.
AGACHADOS: Mazinho, Romário, Dunga, Bebeto e Zinho.

Postado por Retrato na Parede em 28/03/2008 23:12

Na semana em que o Brasil comemorou num amistoso contra a Suécia os 50 anos a conquista do primeiro mundial vencido justamente em cima dos Suecos, lembraremos do título mundial de 1994, após 24 anos com o grito de TETRA campeão engasgado na garganta, com a conquista da copa do Mundo dos E.U.A enfim o Brasil conquista é o primeiro tetra campeão mundial do planeta, em cima da então tri campeã Itália.

Contando com grandes defesas de Taffarel, inclusive pênaltis em momentos de suma importância. Uma defesa que não inspirava confiança mas fez seu papel, Branco com problemas físicos acertou uma bomba contra a Holanda desempatando a partida e classificando o Brasil para as semifinais diante a Suécia. No meio a raça do capitão Dunga e Mauro Silva, e com meias de criação que não produziam o Brasil conseguiu se superar com Bebeto e Romário em fase extraordinária.

Logo após a fase de grupos, o Brasil viria a enfrentar os donos da casa sem qualquer tradição no futebol de campo, porém encharcados de orgulho, entusiasmo e patriotismo, os estadunidenses acreditavam que dava para vencer o Brasil, suamos mais vencemos por 1 x 0 com gol de Bebeto com direito a beijos em Romário.

Havia um consenso entre os jogadores, jornalistas e torcedores: de todos os adversários do Brasil até agora, a Holanda seria a mais difícil. É um time com experiência, uma boa escola e jogadores de alto nível. Foi a melhor partida do Brasil na Copa. Dominando amplamente, os brasileiros fazem dois gols com Romário e Bebeto e apresentava um futebol vibrante, rápido, inteligente e de emocionar. O marcador fazia justiça ao melhor futebol. Entretanto, uma falha de Marcio Santos, permitiu que a Holanda marcasse seu primeiro gol. Um jogo fácil se tornou difícil. Uma nova bobeada e novo gol holandês. Mas, aos 36 minutos, Branco cava uma falta e ele mesmo cobra. Era o gol da vitória, Brasil 3 x 2 Holanda.

Os torcedores começaram a acreditar na seleção. O adversário da semifinal foi a Suécia. Uma equipe fisicamente forte, cujo maior virtude estava na marcação dura e incansável que exercia a partir do meio campo. A Suécia arriscou mais e abriu sua defesa. Teve o jogador Thern expulso e Romário terminou fazendo o único gol da partida. Um gol que colocou o Brasil na sua quinta final de um mundial.

E chegou o dia da grande final. Em 1970, Brasil e Itália, bi campeões mundiais decidiram quem seria o primeiro tri campeão. Em 1994, novamente Brasil e Itália, tri campeões, decidiram quem seria o primeiro tetra campeão da história. Também estava em jogo o titulo de campeão mundial do século. O Brasil joga completo e inteiro. A Itália joga completa, mas suas duas grandes figuras, Baresi e Roberto Baggio, sem suas melhores condições físicas.

O jogo foi dramático e sem gols, na prorrogação os brasileiros tentando o gol e os italianos se defendendo heroicamente. Pela primeira vez, uma final de Copa do Mundo, foi decidida nos pênaltis. Uma defesa de Taffarel e um chute de Roberto Baggio para fora decidiram o tetra campeonato para o Brasil.

BRASIL TETRA CAMPEÃO.

Os campeões:
GOLEIROS: Taffarel (Reggiana – ITA), Zetti (São Paulo - SP) e Gilmar (Flamengo - RJ) LATERAIS: Jorginho (Bayern Munique – ALE) Cafu (São Paulo - SP), Leonardo (Kashima Antlers – JAP) e Branco (Fluminense - RJ)
ZAGUEIROS: Aldair (Roma - ITA), Márcio Santos (Bordeaux – FRA), Ricardo Rocha (Vasco – RJ) e Ronaldão (Shimizu – Japão)
VOLANTES: Mauro Silva (La Coruña – ESP), Dunga (Stuttgart – ALE) e Mazinho (Palmeiras – SP).
MEIAS: Zinho (Palmeiras – SP), Raí (PSG – FRA) e Paulo Sérgio (Bayer Leverkusen – ALE) ATACANTES: Romário (Barcelona – ESP), Bebeto (La Coruña – ESP), Müller (São Paulo – SP), Viola (Corinthians – SP) e Ronaldo (Cruzeiro - MG)

Referências:
http://www.museudosesportes.com.br
http://simbolos.no.sapo.pt/

Comentários (1): http://fotolog.terra.com.br/retratonaparede:26

Em 28/03/2008, às 23:53:27, Eduardo Fernandes dos Santos e-mail disse:

Grande amigo Marcio,

Parabéns mais uma vez pelo belo post que nos faz lembrar aquela campanha de 1994. Depois de tantos anos sem ganhar um Copa do Mundo, nosso técnico Carlos Alberto Parreira traçou um único objetivo:ser campeão do mundo.

Montou um time forte na marcação e que tinha lá na frente Romário em fase espetácular.

Foi uma Copa maravilhosa para nós, apesar de termos mostrado apenas um futebol razoável. Mas o que importa é que ganhamos e recuperamos nosso prestígio e alto estima.

Prá mim Aldair e Romário foram os grandes destaques técnicos. Parabéns mais uma vez.

Grande abraço.

1 comentários:

lucas tinoco,  31 de julho de 2010 19:52  

taffarel sou seu fan eu quero ser igual a voce

Postar um comentário