VASCO, CAMPEÃO DA MERCOSUL EM 2000, E O MAIOR GRITO DE "CASACA!" DE TODOS OS TEMPOS

Em pé: Júnior Baiano, Henrique, Mauro Galvão, Hélton, Márcio, Jorginho, Odvan e Nasa. Agachados: Pedrinho, Alex oliveira, Paulo Miranda, Viola, Cléberson, Jorginho Paulista, Romário, Euller, Juninho Paulista e Juninho Pernambucano

Para muitos torcedores cruzmaltinos foi o maior jogo da história do clube. O título nem é tão valorizado, a competição não existe mais. Poderia, atualmente, ser comparada à Copa Sul-Americana. Mas pelas circunstâncias da vitória, a taça tem um lugar de destaque na sede de São Januário. Intitulada pela torcida como a "virada do milênio".
Nunca uma conquista foi tão sofrida. Desde a primeira fase. Na estréia, uma derrota de 4 a 3 para o Peñarol. Depois, a vitória de 3 a 0 sobre San Lorenzo, em São Januário, fez o time respirar. Mas logo depois, o Vasco perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0 no Mineirão e empatou com o Peñarol por 1 a 1, em casa. E precisou de uma combinação de resultados quase impossível para se classificar, o que acabou acontecendo. O Vasco tinha que vencer o San Lorenzo, na Argentina, e o Atlético-MG, no Rio. Venceu, ambos os jogos por 2 a 0. Mas ainda precisava torcer para o time reserva do San Lorenzo - já desclassificado e sem ter feito um único ponto até então - vencesse o Peñarol. Precisava também que o Nacional do Uruguai empatasse com o Boca Juniors. Os resultados aconteceram...e assim como nunca, a história mais uma vez reservava suas paginas ao Vasco.
Nas quartas-de-final, o Vasco encarou o Rosário Central. No primeiro jogo, em São Januário, vitória magra de 1 a 0, gol de Juninho Paulista. Muito pouco para decidir na Argentina. Fora de casa, o time jogou mal. Mas segurava o empate e a classificação. Até os 46 minutos do segundo tempo, quando Daniel Díaz marcou para a equipe da casa. Disputa de pênalti e Helton foi o grande herói defendendo a cobrança de Vespa. Romário, Jorginho Paulista, Viola, Juninho Paulista e Juninho Pernambucano converteram e o Vasco venceu por 5 a 4.
Na semifinal, um velho conhecido. O River Plate, mesmo adversário da semifinal da Libertadores de 98. Em uma das melhores atuações da história do clube, o Vasco goleou o rival por 4 a 1, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, na primeira partida. Romário, Júnior Baiano, Juninho Paulista e Pedrinho marcaram os gols. Saviola descontou quase no final. Helton teve uma atuação de gala. Fez defesas difíceis e ainda deu um drible de letra no atacante Ortega. No jogo de volta, o o time só administrou e venceu por 1 a 0, gol de Juninho Paulista.
A final foi contra o Palmeiras. No primeiro jogo, em São Januário, o Cruzmaltino venceu por 2 a 0. Juninho Pernambucano, de falta, e Romário marcaram os gols. O Baixinho, neste jogo, igualou um recorde histórico de Roberto Dinamite: alcançou 61 gols com a camisa do Vasco em uma temporada. Com a vitória, o Vasco passou a precisar de um empate no segundo jogo, no Parque Antarctica.
Em São Paulo, o estádio estava cheio, com quase 30 mil. O Verdão, melhor, partiu para cima. O time de São Januário errava muitos passes. O primeiro chute a gol carioca só aconteceu aos 27 minutos. Romário bateu forte, de fora da área, para boa defesa de Sérgio. A pressão era grande e o Palmeiras conseguiu marcar três gols nos 15 minutos finais. O primeiro após um pênalti claro e infantil de Júnior Baiano, que após um escanteio colocou a mão na bola ao perceber que não a alcançaria. Arce cobrou bem: 1 a 0. Dois minutos depois, Magrão, de cabeça, 2 a 0. Em seguida, Tuta num chute colocado fez 3 a 0.
O Vasco perdia a decisão da Copa Mercosul por 3 a 0. No intervalo, o time deixou o campo cabisbaixo e desacreditado. Na volta, Joel Santana trocou o cabeça-de-área Nasa pelo atacante Viola. Romário diminuiu de pênalti. Fez assim também o segundo, aos 24 minutos. O Vasco parecia ter gás para reagir. Até que Júnior Baiano fez falta desnecessária em Flávio e foi expulso. Juninho Paulista empatou aos 41 minutos e aos 48 Romário fez a alegria dos Vascaínos.
Em 31/03/2006, às 11:36:03, Joaquim e-mail disse: Parabéns pelo fotolog, assim que tiver a relação dos nomes da equipe, passarei a você.
Em 18/06/2006, às 00:17:15, Edmundo disse: Jogo historico ! Parabens Vascão!!! Vaaassscooooo!!!!!
Em 21/08/2007, às 19:50:47, jara e-mail disse: para vc matar saudade.
Em 24/06/2008, às 01:46:08, Vitor disse: sem comentarios; fico arrepiado toda vez que vejo algo sobre esse jogo, e agora não foi diferente... parabéns o blog ta maneiro!

2 comentários:

fernando 29 de junho de 2009 21:17  

Simplismente INESQUECÍVEL...

VASCO A TUA HISTÓRIA É MAGNÍFICA...

fernando 29 de junho de 2009 21:18  

Simplismente INESQUECÍVEL...

VASCO, TUA HISTÓRIA É MAGNÍFICA...

Postar um comentário