Sergipe, Bi-campeão estadual de 1971

Em pé: Dequinha (Técnico), Toinho, Raimundo, Mizinho, Joel, Aílton e Zé Raimundo.
Agachados: Duda, Fernando, Cipó, Maninho e Rocha.

por Márcio Kidura em 18/04/2008 00:40

O Post dessa semana além de lembrar um pouco do CLUB SPORTIVO SERGIPE, é atendendo um pedido especial do Matthäus Sant´Anna homenageando seu pai Djama dos Santos Batista, o Cipó, que jogou além do Sergipe por clubes como Bahia, Feira de Santana, Itabaiana e Confiança.

Relembrando um pouco a história do Sergipe.

O CLUB SPORTIVO SERGIPE, foi fundado no dia 17 de outubro de 1909, uma semana depois do primeiro clube esportivo de Aracaju o Cotinguiba Esporte Clube, dedicado exclusivamente aos esportes náuticos. Existe até hoje a idéia de que o Sergipe nasceu de uma facção de Cotinguiba, que, contrariada com o nome dado a este Clube, em homenagem ao rio que banha a Capital Sergipana, resolveram imediatamente convocar os "dissidentes" para fundar outro clube, com o verdadeiro nome do rio que é, realmente, "Sergipe". Entretanto, embora pareça lógica esta versão, as minuciosas pesquisas (inclusive o testemunho de um dos fundadores do C.S.Sergipe, o Sr. JOSÉ COUTO DE FARIAS) não comprova este fato. A verdade é que havia a necessidade de outro clube de regatas a fim de que este esporte se desenvolvesse entre aqueles jovens ávidos e emoções novas e desejosos de utilizar o leito do rio tão propício às disputas de um esporte que aprenderam a gostar, quando em contactos no Sul do País. Em meados de 1916 surgia o Futebol. Inicialmente foi praticado pelos sócios do Sergipe e Cotinguiba sem distinção clubística, em animados treinos realizados pelos "Team Green" e "Team Black" num campo improvisado da Praça Pinheiro Machado. Somente no final do ano é que oficialmente, os dois clubes resolveram adatar o esporte bretão que transformaria rapidamente o time Colorado no mais popular entre todos e, disparadamente o de maior números de conquistas.

Entre os triunfos memoráveis do Sergipe destacam-se a vitória de 1 X 0 sobre a seleção do Ceará (1926), 4 X 2 sobre o Botafogo Campeão Baiano (1936) 3 X 1 sobre a seleção de Alagoas (1940), a histórica goleada imposta ao Vitória da Bahia por 8 X 2 (1942), 2 X 0 sobre o Bangu campeão carioca(1967) e a vitória Internacional sobre a seleção de novos Argentinos por 3 X 1(1968) no primeiro jogo deste gênero em Sergipe.

O Sergipe é o único clube sergipano com batismo em jogos internacionais até o momento além da seleção de novos Argentinos, enfrentou o Sparta Praha (República Tcheca), Alianza de Lima (Peru) e a seleção de Ghana(África). Foi o primeiro clube do estado a participar do Campeonato Nacional (1972) integrado pela nata do Futebol Brasileiro.

Referências:
Matthäus Sant´Anna
http://www.clubsportivosergipe.com.br

Comentários (1): http://fotolog.terra.com.br/retratonaparede:29

Em 22/04/2008, às 00:04:18, José Antônio disse:
Boa lembranças desse time que não volta mais, nosso estado carece de boas equipes.

2 comentários:

Anônimo,  2 de dezembro de 2011 00:13  

Cipó, um dos grandes craques da nossa terra, contemporaneo de Zé Eduardo e Nininho... Pedro Costa surgiu posteriormente e tambem fez historia em times de Sergipe. Cipó Jogou no Esporte Clube Bahia, no Bahia de Feira...Disputou o Brasileiro em 1972 pelo Sergipe!!!!

Anônimo,  2 de dezembro de 2011 00:29  

Um prazer era ver Cipó, ao visitar Caldas de Cipó na Bahia, vestir a camisa da seleção local em partidas amistosas...Alem de um grande jogador era tambem atencioso com todos! Naturalmente poderia ter brilhado no Palmeiras-SP pois fora pretendido ainda na época em que jogou no Bahia,,, O destino o levou para o Sergipe, e lá atuou por muito tempo e onde hoje reside! Aqui ele é mais conhecido mesmo como Djalma!

RANIERI CAETANO

Postar um comentário