Inter, único campeão Brasileiro invicto - 1979

Em pé: João Carlos, Benitez, Mauro Pastor, Falcão, Mauro Galvão e Cláudio Mineiro.
Agachados: Valdomiro, Jair, Bira, Batista e Mário Sérgio.

O Post dessa semana é para atender o pedido do Eduardo, que faz parte da comunidade oficial do fotolog, onde existe um tópico de pedidos, que na medida do possível é atendido.

Aqueles que ainda não fazer parte e quiserem fazer segue o link da comunidade http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47457549

Em 1979 o Inter comandado por Falcão, foi a primeira equipe Brasileira a ser tornar tri campeã e também a primeira a vencer a competição de forma invicta.

Paulo Roberto "Falcão" - O maior craque da história do Inter e um dos maiores do mundo em todos os tempos. Gênio do futebol premiado com 2 Bolas de Ouro de melhor jogador do Campeonato Brasileiro. Participou das conquistas nacionais de 1975, 76 e 79. Mais tarde, defendeu a equipe do Roma, da Itália, tornando-se conhecido como "O Oitavo Rei de Roma". Participou das Copas do Mundo de 1982 e 1986.

Nessa equipe de 1979 começava sua carreira o zagueiro Mauro Galvão extremamente técnico para um zagueiro, certa vez foi repreendido por Falcão por "não ter dado um bico". Atônito, Falcão ouviu do jovem zagueiro: "mas onde é o bico?".

Justamente por acharem um desperdício contar com um jogador tão talentoso lá atrás é que muitos técnicos resolveram exercitar a criatividade às custas do futebol de Galvão. Na metade dos anos 80, Galvão jogava ao lado do técnico Pinga e do veloz Aloísio. Sem espaço na zaga, foi lateral-esquerdo de muito sucesso naquele time colorado e marcou um antológico gol de bicicleta em um clássico Gre-Nal.

CAMPANHA:

INTERNACIONAL
PG J V E D GP GC SG
37 22 15 7 0 40 13 27

A FINAL

23/dezembro/1979
INTERNACIONAL 2X1 VASCO
Local: Beira Rio (Porto Alegre-RS);
Juiz: José Favilli Neto (SP); Público
Presente: 54.659 espectadores;

Gols: Jair 41 do 1º; Falcão 13 e Wilsinho 39 do 2º;

INTERNACIONAL: Benítez, João Carlos, Mauro (Beliato), Mauro Galvão e Cláudio Mineiro; Batista, Jair e Falcão; Valdomiro (Chico Spina), Bira e Mário Sérgio. Técnico: Ênio Andrade.

VASCO: Leão, Orlando, Gaúcho, Ivan e Paulo César; Zé Mário, Paulo Roberto (Xaxá) e Wilsinho; Catinha, Roberto Dinamite e Paulinho (Zandonaide). Técnico: Oto Glória.

Referências:
http://voudekombi.blogspot.com/2007/01/mauro-galvo.html http://www.futepedia.com/index.php?title=INTERNACIONAL


Comentários (7): http://fotolog.terra.com.br/retratonaparede:35

Em 21/06/2008, às 03:56:08, Messerschmit página pessoal disse:
É por essas e outras que me orgulho e sempre me orgulharei de ser COLORADO!

Em 21/06/2008, às 22:38:00, Matheus página pessoal disse:
e bota orgulho nisso! sempre contigo INTER!

Em 22/06/2008, às 00:25:22, Rodrigo Menegat disse:
Invicto ninguém mais será.

Em 28/06/2008, às 13:54:15, Marcio Bariviera página pessoal disse:
Concordo com o Rodrigo: invicto ninguém mais será.

Em 3/07/2008, às 19:15:08, MIguel disse:
dallleeee COoooolorraaaddoooo!!! Chora Gaymista Imundo.

Em 7/07/2008, às 21:20:20, rudi e-mail disse:
o melhor do brasil

Em 18/11/2008, às 12:20:20, emersondias e-mail disse: Gostaria de saber,quais time disputou todas edições do brasileirão.E qual foi a colocação do vasco em 1984 e seu regulamento neste ano.

2 comentários:

Anônimo,  2 de outubro de 2009 20:37  

Mais 1000 anos se passaram e INVICTO só um foi e será... o meu, o nosso CLUBE DO POVO... oooooooo SPORT CLUB INTERNACIONAL 100 ANOS DE GLORIAS..

Aliscia colorada,  12 de janeiro de 2012 22:10  

Iiiiiiiinnnnnnnttttteeeerrrrr
eh isso mesmo oq os nossos amigos ai em cima falaram:invicto ninguem mais sera!
Mas a verdsade eh q ja estamos em 2012 e precisamos d um brasileiro d novo!vamo c campeao brasileiro em 2012 e HUMILHAR ainda mais o greminho.como eh mesmo akela musica:minha camisa vermelha e a cachaça na mao o gigant nos espera vamos começar a festa!
A letra pod naum estar totalment certa mas acho q consegui passar o recado naum eh?!!
Colorado!ninguem supera,com ou sem brasileirao seremos pra sempre os melhores do mundo!

Postar um comentário