Camarões copa das Confederações 2003 (Última partida de Marc Vivien FOÉ)

Em pé: Marc-Vivien FOÉ, GEREMI, DJEMBA-DJEMBA, Mohammadou Idrissou, Lucien Mettomo E Idriss Carlos Kameni
Agachados: Pierre Njanka, Pius Ndiefi, Modeste M'BAMI, Bill Tchato e Rigobert SONG

Postado por Retrato na Parede em 26/06/2009

Exatos 6 anos o mundo inteiro ficou chocado com a morte do jogador Camaronês Marc Vivien Foé, que sofreu uma parada cardíaca durante a partida semifinal jogada contra a Colômbia.

Depois desse fato ocorrido em 26 de Junho de 2003 na vitória de Camarões por 1 x 0 sobre a Colômbia, a competição ficou com gosto amargo para todos, não diferente para França campeã daquela edição ao vencer na final Camarões em seu primeiro jogo após a tragédia com Foé.

A Seleção Brasileira participou com campeã do Mundo de 2002 e não passou da primeira fase, mesmo com jogadores titulares da época como Dida, Lúcio, Juan, Emerson, Ronaldinho Gaúcho, Kléberson e Adriano.

Uma tragédia que abalou o mundo ao ver um jogador desmoronar sozinho durante uma partida de futebol transmitida ao Mundo Inteiro, no qual milhares de pessoas saíram as ruas da capital Yaoundé em procissão feita lentamente a caminho da catedral de Victoires para acompanhar o velório. Na capela foi concedido à Ordem de Bravura, ao falecido jogador e uma grande faixa na parede da Igreja com o título.

“Un lion ne meurt jamais” (Um Leão nunca morre) como a seleção Camaronesa é conhecida com “Leões Indomáveis”.

Tributos não faltaram a Foé, principalmente de seus colegas de profissão que choraram nas partidas que restavam para terminar a competição, não importando sua nacionalidade.

Foé foi um adolescente prodígio que fez sua estréia na seleção nacional aos 17 anos (número esse que Foé carregava em sai camisa até o dia de sua morte na seleção) e logo depois foi para o LENS da França sobre a esperança de ser uma das grandes revelações da copa de 1994. Foi campeão Francês com o Lens em 1998 e se transferiu para o West Ham United, não rendeu o esperando e voltou a França para atuar no Lyon.

No futebol alguns jogadores deixaram literalmente suas vidas no verde gramado, Foé foi um deles...Marc Vivien Foe (1/5/1975-26/6/2003)

Referências: